Se você tiver um tempinho clique aqui e regue meu secreto jardim ok? obrigada!!


Os posts deste Blog são copiados de outros
sites (pesquisando no Google)com seus devidos créditos.






Seja muito bem-vindo caro(a) visitante !!

O JARDIM SECRETO DE CADA UM.

Há dentro de todos nós essa necessidade de ter em algum lugar nosso jardim secreto, não onde vamos confinar nossos segredos, mas onde podemos ter um encontro real e exclusivo conosco. © Letícia Thompson

CUIDE DE SEU JARDIM "Não corra atrás das borboletas. Cuide de seu jardim e elas virão até você!Se passarmos todo o tempo desejando as borboletas e reclamando porque elas não se aproximam da gente, mas vivem no jardim do nosso vizinho, elas realmente não virão. Mas, se dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço, a nossa vida, num ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável... As borboletas virão até a nós... Dê o que você tem de melhor e a vida lhe retribuirá. "

terça-feira, 12 de julho de 2011

Hedera Planta de interior.











Hedera
Planta de interior
  

O pequeno género Hedera (hera) inclui apenas algumas espécies, mas numerosas variedades, sendo todas plantas trepadeiras de caule lenhoso. Algumas atingem 6m ou mais e têm folhas grandes, mas a maioria é apreciada pela sua folhagem densa e rasteira e folhas pequenas. As folhas de todas as espécies são coriáceas e frequentemente lobadas. A maioria das heras emite curtas raízes aéreas a partir dos nós dos caules, raízes que em contacto com qualquer superfície húmida adequada nela se fixam.
Cuidados - Luz - As heras precisam de luz forte. As formas variegadas devem receber duas ou três horas diárias de sol directo para manterem o seu contraste de cores, mas não a horas de luz muito intensa; os outros tipos dão-se melhor se protegidos do sol directo. Em luz insuficiente os entrenós aumentam e as plantas tornam-se cada vez mais estioladas.
Temperatura - As heras podem tolerar uma grande amplitude de temperaturas, mas não se dão bem em locais com grandes variações de temperatura. Acima dos 18ºC providencie uma humidade mais elevada. Durante os meses de Inverno induza-as a um periodo de repouso, mantendo-as em condições frescas. Uma temperatura de cerca de 10ºC será o ideal.
Rega - Durante o periodo de crescimento activo regue moderadamente deixando secar o centímetro superior da mistura entre duas regas. Durante o período de repouso  regue escassamente, deixando secar metade da mistura de envasar antes de regar de novo.
Adubação - De duas em duas semanas aplique um vulgar adubo líquido a plantas em periodo de crescimento activo.
Envasamento e reenvasamento - Utilize uma mistura de envasar à base de terra. Mude as plantas pequenas para vasos do tamanho acima sempre que surjam raízes pelos orifícios de drenagem. O maior vaso necessário será um de 14cm. Proceda a uma substituição superficial da mistura todos os anos nas plantas que não são mudadas. Para obter um efeito mais decorativo, é aconselhável envasar quatro a seis pequenas plantas num cesto suspenso.
Propagação -  As heras são fáceis de propagar. As estacas de 8-10cm de comprimento enraizarão rapidamente num copo de água mantido numa temperatura ambiente normalmente quente em luz forte indirecta. Quando as raízes medirem 3-4cm de comprimento, plante duas ou três estacas num vaso de 8cm com a mistura de envasar recomendada para plantas adultas. Como alternativa, insira três a quatro estacas de ponta num vaso de 8cm contendo uma mistura humedecida composta por partes iguais de turfa e areia grossa ou perlite e introduza num saco de plástico. As estacas enraizarão dentro de duas a três semanas. As heras também podem ser propagadas por mergulhia aérea.

Observações especiais - A hera mantida numa divisão quente está sujeita a ataques de aranhiços vermelhos. Pulverize as folhas com água uma ou duas vezes por semana e ponha a folhagem sob água corrente pelo menos uma vez por mês para desalojar os insectos, se existirem. Se as plantas não descansarem, produzirão uma vegetação fraca durante os meses de Inverno devido a insuficiência de luz. No início da Primavera, corte os rebentos fracos com uma faca ou tesoura. Os rebentos excessivamente longos podem ser encurtados em qualquer altura.




Fonte : plantasdeinterior

Nenhum comentário:

No meu arquivo, você encontrará matérias de sites e blogs
que ensinam a como cuidar da natureza.
Se você assim como eu, deseja aprender, é só clicar nos ítens abaixo.

Obrigada pela visita .Volte sempre ao meu paraiso. Rejane

Floresça!
No principio da vida todos são iniciados como sementes...Quando o primeiro broto surge, o Mundo é apresentado a ele...e muitas vezes os brotos se perguntam: "Como brotei?"Outros nem sequer se dão conta.Vivencie o broto do momento...Flua nesse brotar...Cultive com amor o seu território, não deixe as ervas daninhas, construídas de sua própria ilusão, interferirem no seu crescimento...Vivencie este crescimento...Assim você será uma bonita árvore cheia de sabedoria e amor a oferecer...Sinta a necessidade do coração e vá em frente escalando a divindade do seu Ser...Acredite, o supremo mora em vc...Brote! Cresça! Sinta se você está crescendo no caminho certo, identifique, faça o movimento verdadeiro para que sua árvore não mingue. Florescer na vida é florescer no hoje, no agora e no amanhã! Floresça a sua vida, simplesmente floresça!
(Fênix Faustine)
"Sei que é nos sonhos que os jardins existem, antes de existirem do lado de fora. " Rubem Alves

"Eu acho que Deus, ao criar o universo, pensava numa única palavra: Jardim! Jardim é a imagem de beleza, harmonia, amor, felicidade. Se me fosse dado dizer uma última palavra, uma única palavra, Jardim seria a palavra que eu diria." Rubem Alves

221l

Casa , natureza e amor.Tudo que precisamos para ser feliz.

Rejane